segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

SEBASTIÃO DIAS: “VOU SER PREFEITO COMO SOU CANTADOR DE VIOLA.”

                                    Léo Brasil, Prefeito Sebastião Dias, Vagner Leandro, Erbécia Soares e Zé Luiz.
Na última sexta-feira, 30 de novembro de 2012, o poeta e prefeito eleito Sebastião Dias (PTB), concedeu uma entrevista ao Programa Tarde Total da Rádio Comunitária Tabira FM, apresentado pelo Comunicador Léo Brasil.
Confira na íntegra a entrevista.

Léo – Você ganhou a eleição prometendo um novo Hospital, esse Hospital vai sair do papel? Sebastião Dias – Já entrou no papel. Vai ser um Hospital com 50 leitos. Estou muito feliz e entusiasmado.
Léo – Sua mensagem principal é a mudança e a transparência, vai ter realmente essa mudança e transparência no seu governo?
Sebastião Dias – Com certeza, esse foi o discurso pregado por minha pessoa na campanha. Uma campanha respaldada na verdade e vou fazer a mudança de verdade. O nosso governo vai ser um governo transparente e do povo. A partir de primeiro de janeiro sou o prefeito de todos os tabirenses e até do pior adversário que tiver.
Léo – Você ganhou a eleição dizendo que foi a campanha do tostão contra o milhão , houve gastos na sua campanha? A quem você atribui os votos?
Sebastião Dias – Eu atribuo os votos ao trabalho, fiz um trabalho de consciência. O dinheiro que gastei na campanha foi com adesivos e bandeiras. Minha militância, minha esposa, meus filhos que estiveram comigo. E tive confiança no povo.

Léo – No seu grupo tinha dois ex-prefeitos: Josete e Mano que foram reprovados pela população. Você vai seguir a cartilha deles?

Sebastião Dias – Não vou seguir cartilha de ninguém, vou seguir a minha cartilha. Vai ser a cartilha nova, a cartilha do povo. Não sou “Prefeito Laranja” como fui chamado numa entrevista aqui nesta emissora. Quem me chamou de Laranja vai quebrar a cara.
Léo – Foi publicada uma matéria nos Blogs dizendo que Sebastião Dias vai criar o Conselho Político e o orçamento participativo. Essa ideia vai ser colocada em prática?
Sebastião Dias – É obrigado que tenha. O Conselho Político não é para mandar em prefeito, é para avaliar o governo.
Léo – O Professor Genildo Santana e demais Professores da Rede Municipal pediram para não serem perseguidos. Afinal, Sebastião Dias irá perseguir os funcionários que votaram em Dinca?
Sebastião Dias – Não vou perseguir os funcionários públicos e servidores do município, vou cobrar o trabalho deles. Não sou patrão de ninguém, sou gestor. Quero estar ao lado do gari mais pobre que tiver. O homem da limpeza que deixa nossa cidade limpa. Da educação e outras áreas que merecem respeito. Não gosto de ser chamado de prefeito e sim de companheiro. Todos vão ser tratados por igual, seja do gari ao doutor.
Léo – Dinca fez muitas obras e têm muitas obras em andamentos. Você vai concluir essas obras?
 Sebastião Dias – Vão ser terminadas todas as obras. Se eu não terminar quem sai perdendo é a população de Tabira. O povo sai com prejuízo. A transição é o problema. Mandei a futura secretária de Educação, Professora Aracelis, conversar com Gustavo o atual Secretário para pegar algumas informações. Gustavo é uma pessoa de diálogo e democrático.
Léo – O Ex-Prefeito Josete deixou o Matadouro Público sem construir, você vai construir um novo Matadouro para Tabira?
Sebastião Dias – Se eu fosse o Prefeito atual já tinha terminado. Vamos lutar para um matadouro adequado. Sou contra matar o gado fora, aqui em Tabira se paga 12 reais por reses, já em Afogados se paga 70 reais.
Léo – O governo atual ia construir o Aterro Sanitário, num consórcio com o CIMPAJEÚ, muita gente que votou em você era contra ao Aterro Sanitário. Você vai construir o Aterro Sanitário?
Sebastião Dias – Fiz um abaixo assinado, não aceito 17 cidades colocarem o lixo aqui em Tabira. Eu vou fazer por onde Tabira tenha o seu próprio Aterro Sanitário.
Léo – Você vai dá oportunidade aos artistas da terra nas festas de Tabira?
Sebastião Dias – Vou atender a juventude, mas vou frisar a cultura raiz do Pajeú. Se não chover até janeiro/fevereiro, a verba do Carnaval vai ser destinada à seca. Isso é decisão do governo federal e eu acato.
"Vou ser prefeito como sou cantador de viola". Finalizou Sebastião Dias.
*Por Vagner Leandro.

Nenhum comentário: