Forte aliado de quem quer emagrecer de maneira saudável e inteligente,  o índice glicêmico (IG) tem se tornado cada vez mais popular  no Brasil. Em níveis baixos, ele controla a fome e a saciedade. Ao contrário, alimentos com valores altos aumentam a gula e aquela vontade de comer besteiras.
Este índice estárelacionado com o nível de açúcar no sangue. Toda vez que ingerimos carboidratos, estes entram na corrente sangüínea com diferentes velocidades. Com isso, podemos classificá-los de acordocom a velocidade com que entram no sangue. Quanto mais rápido,maior será a descarga de insulina, pois o corpo tenta manter oequilíbrio.A escala, relacionada em porcentagens, usa o pão branco, que temIG igual a 100, como comida padrão.Alimentos que afetam pouco a resposta de insulina no sangue são chamadas de baixo valor glicêmico, e os que têm descarga alta, de alto valor glicêmico. Algumas possuem um valor até mais alto que o pão branco.
Esse índice foi classificado como:
•IG menor ou igual a 55: baixo
•IG maior que 56 e menor que 70: moderado
•IG maior que 71: alto
Se você ingere comidas com IG alto, o corpo lança grandes quantidades de insulina para tentar manter os níveis de açúcar. A insulina é um hormônio que tem o poder de levar o açúcar para dentro dos músculos na forma de glicogênio, mas estes depósitos têm uma capacidade limitada, o que faz com que todo o excesso de glicose no sangue seja convertido em ácidos gordurosos e triglicérides, que serão armazenados na forma de gordura. Caso continue comendo alimentos de alto IG, seu corpo começa a adquirir resistência à insulina. Isso porque seu corpo começa a produzir uma quantidade maior de insulina. Pessoas com resistência à insulina também possuem o índice de glucagon alto. O glucagon é o hormônio que faz o papel inverso ao da insulina. Quando o nível de açúcar sanguíneo está baixo, ele retira o glicogênio dos músculos para normalizar a taxa sanguínea.

Flávia Palombini (Nutrição e Beleza)