Refeições prontas congeladas
Esse tipo de alimento semi-pronto é rico em gordura saturada, que faz subir os níveis  do colesterol ruim e aumenta o risco de desenvolver doenças cardiovasculares.Tais refeições também são ricas em sódio que, em excesso, pode ocasionar aumento da pressão arterial.
Embutidos (salsicha, linguiça, mortadela, presunto, salame)
Esses alimentos à base de carne, conhecidos como embutidos, foram inventados para facilitar as preparações e aumentar o prazo de validade do alimento. O problema é que eles possuem maior teor de gordura saturada em relação à carne natural.
Caldos e temperos industrializados
Eles possuem altos teores de sódio e glutamato monossódico. O sódio, se consumido além dos limites diários recomendados, pode levar ao desenvolvimento da hipertensão ou piorar o problema se ele já existe.
Biscoito recheado
Carregados com açúcares, essas pequenas guloseimas possuem densidade energética assustadora.Além do excesso de açúcar, os biscoitos recheados ainda contêm muita gordura saturada, o que favorece o aumento do LDL (o “colesterol ruim”) e a diminuição do HDL, considerado o “colesterol bom”.
Salgadinhos
Os salgadinhos também são fontes de glutamato monossódico, aquele  sal sódico que cria um sabor mais encorpado ao produto.
Refrigerante
Além de possuir muitas substâncias artificiais em sua composição, o refrigerante contém valor nutricional quase nulo.
Frituras
Mesmo que você use óleo vegetal de boa qualidade para fritar suas batatas ou bife, comer alimentos fritos faz mal. A fritura faz com que ocorram alterações químicas no óleo utilizado, deixando de ser uma fonte de gordura insaturada (no caso dos óleos vegetais), fundamental para nossa saúde, e dando lugar à gordura saturada.
Açúcar
Quando consumido em excesso, é armazenado em nosso corpo sob a forma de triglicérides, aumentando o risco do desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Além disso, por ser calórico, pode levar à obesidade e, com ela, aumentar o risco de diabetes.

Flávia Palombini(Nutrição e Beleza)