quarta-feira, 27 de junho de 2012

Mulher que encontrou preservativo em extrato de tomate receberá R$ 10 mil

Uma dona de casa do Rio Grande do Sul foi indenizada em R$ 10 mil reais por danos morais, após recorrer à Justiça por ter encontrado um preservativo aberto, dentro de uma lata de extrato de tomate. O objeto foi encontrado após o consumo do produto. A decisão do caso, que ocorreu em 2002, só foi publicada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) nesta segunda-feira (25/6).

De acordo com a assessoria de imprensa do STJ, depois de preparar o jantar para a família e consumi-lo, a gaúcha, ao procurar guardar o restante do extrato, encontrou o preservativo masculino enrolado no fundo da lata. Ela levou a embalagem para análise em uma universidade local e entrou em contato com a fabricante do produto. No entanto, a fabricante recusou-se a compor amigavelmente os prejuízos morais alegados pela dona de casa, que entrou com ação na Justiça.

A defesa argumentou que o preservativo não poderia ter sido inserido na fábrica, em razão do processo ser inteiramente mecanizado e que a dona de casa não teria sofrido dano moral, pelo fato de ter se sentido confortável o bastante para dar entrevistas à imprensa sobre o caso. O Tribunal não acatou as argumentações da fabricante.



Por:Zé Luiz /PB

Nenhum comentário: