sexta-feira, 29 de junho de 2012

DE ACORDO COM A POLÍCIA FEDERAL, PRISÃO TEMPORÁRIA DE MUÇÃO NÃO FOI REVOGADA


De acordo com informações da Polícia Federal de Pernambuco, a prisão temporária do radialista Mução ainda não foi revogada. O artista foi preso na manhã desta quinta-feira (28), acusado de divulgação de pornografia infantil na internet no bairro de Meireles, em Fortaleza, no Ceará, onde mora atualmente.

Ele foi ouvido na manhã desta quinta-feira (28) no prédio anexo da Polícia Federal do Ceará, no bairro de Fátima, em Fortaleza. Mais dois envolvidos no caso também foram ouvidos. Em seguida, o radialista foi encaminhado para a sede da Polícia Federal do Ceará, também no bairro de Fátima.

No início desta tarde, o produtor do humorista, Rogério Telmiro, havia informado sobre a liberação do artista, afirmando "que não havia fatos que comprovassem sua culpa nos crimes de que estava sendo acusado". Ele ainda disse que se o artista fosse culpado, "não estaria sendo solto".

A Polícia Federal informa que o Mução será encaminhado para a sede do órgão em Pernambuco nesta sexta-feira (29), para ser interrogado.

OPERAÇÃO - A prisão do radialista faz parte da Operação Dirty-Net, que já prendeu 18 acusados em 11 estados e no Distrito Federal. As investigações começaram em 2011, pela Polícia Federal do Rio Grande do Sul. São cumpridos 50 mandados de busca e apreensão e 15 mandados de prisão. Segundo a PF, integrantes do grupo trocavam arquivos contendo cenas degradantes de adolescentes, crianças e até bebês em contexto de abuso sexual.

Se condenados, os presos podem ter pena de 4 a 10 anos de reclusão, pela Lei 8.069/90 (Estatuto da Criança e do Adolescente), que diz “possuir ou disponibilizar por qualquer meio, inclusive por meio de sistema de informática ou telemático, fotografia, vídeo ou outro registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente”. (NE 10)
Fonte: blog do sertão

Nenhum comentário: