quinta-feira, 10 de maio de 2012

OPERAÇÃO TENTA BARRAR FURTO DE ÁGUA EM 13 CIDADES SERTANEJAS

Não bastasse a estiagem que levou o governo do Estado a decretar estado de emergência em todo o Sertão pernambucano, municípios da região ainda estão sofrendo com o furto de água da Compesa, aumentando ainda mais os estragos provocados pela seca. Para coibir esse tipo de crime, a companhia deu início ontem a uma operação para fechar o cerco a quem desvia água ilegalmente em 13 cidades sertanejas.

Em sobrevoo de helicóptero, realizado pela manhã em uma região de aproximadamente 200 quilômetros entre as cidades de Orocó e Trindade, foram localizados 12 barreiros ou áreas verdes que se destacam na paisagem árida. Isso, segundo a Compesa, é indício de furto de água. Há, ainda, o problema do abastecimento irregular de carros-pipa no município de Trindade.

“As áreas verdes e os barreiros cheios numa região que está sendo bastante castigada pela estiagem chamaram a nossa atenção”, explicou o diretor Regional da Compesa no Sertão, Fernando Lôbo.

Por terra, as equipes da Compesa, em parceria com as Polícias Militar e Civil, vistoriaram seis dos 12 pontos suspeitos. “Não houve flagrante, mas vamos continuar o trabalho de investigação hoje, com o objetivo de identificar os responsáveis pelas irregularidades encontradas ”, destacou Lôbo.

A operação de ontem contou com o apoio de 40 profissionais entre policiais militares e civis e técnicos da Compesa. A ação deverá se estender pelos próximos três meses.

A adutora do Oeste é responsável pelo abastecimento de 13 cidades localizadas no Sertão do Estado e vem enfrentando deficiência na oferta de água. A ideia da operação surgiu após técnicos detectarem queda na vazão.
Blog do Sertão

Nenhum comentário: