sábado, 28 de abril de 2012

MPPE impõem controle de volume de som e desagrada promotores de eventos, empresários e poder público

Donos de casas de show, bares e carros de som, promotores de eventos e representantes do poder público saíram insatisfeitos de uma reunião com Ministério Público de Afogados da Ingazeira na tarde dessa quarta-feira (26), para discutir a poluição sonora durante realização dos eventos na cidade. O MMPE foi representado pelos Promotores, Ana Clézia e André Silvani, coordenador do CAOP - Meio Ambiente. A reunião contou também com a presença de vereadores, Polícias Militar e Civil e igrejas.
 
A promotora Ana Clézia manteve a postura irredutível quanto ao cumprimento do disciplinamento do volume de som nas casas de shows e eventos públicos do município. Ou os promotores de eventos se adéquam a normas estabelecidas pelo MPPE ou podem ser punidos. 

O promotor de eventos e empresário Erikácio Kleiton, conhecido por Erikácio Gravações, recebeu uma notificação preliminar para não realizar eventos no clube Planeta Sows, de sua propriedade, caso não ocorra à adequação do controle de som no local, sob pena de pagar multa e pena de reclusão de um a quatro anos. Além de prejudicar de prejudicar o desenvolvimento sócio-econômico do município.

“Em uma casa de show de mais de dois mil metros fica difícil isolar o som, lembrando que a fora da cidade. Não sou contra ao controle da poluição sonora mas gostaria que houvesse bom senso em parte das autoridades para não sermos prejudicados. Se essa questão não for revista terei que ir embora da cidade onde nasci mas agora dessa forma tanto eu quanto as pessoas que trabalham comigo vão ficar desempregadas”, disse
Além de Erikácio, outros produtores também questionam a medida. Márcio Araújo foi obrigado a cancelar uma festa prevista para o próximo final de semana e o prejuízo foi de mais de R$ de 3 mil. Já Dimas, propriério de um bar no centro da cidade foi denunciado por estar utilizando uma caixa de som no estabelecimento e afirma que os donos de bares que tem som ao vivo serão ainda mais prejudicados que ele.

O Secretário do Cultura do município, Wagneer Nascimento, afirmou que dessa forma Afogados está na contra mão de outros municípios, a exemplo de Caruaru que são 30 dias de festa junina realizada em um pátio no Centro da cidade. No ultimo sábado, o cantor Paul MacKartney se apresentou no estádio do Arruda em Recife. A promotora disse que vai estender a medida para os demais municípios onde atua no Pajeú. Luiz Carlos

Nenhum comentário: