terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Tragédia em Fazenda Nova. Homem comete suicídio após executar a namorada com vários tiros















Uma tragédia chocou a pacata cidade de Brejo da Madre de Deus nesta sexta-feira (24). Um homem cometeu suicídio após assassinar a própria namorada no distrito de Fazenda Nova. O fato acorreu por volta das 23h30min, na Rua Cônego Lira. Segundo informações, Luiz Ferreira Filho, de 35 anos, conhecido por “Nego”, passou o dia procurando a namorada Giselle Karla dos Santos, 27 anos, que era conhecida por “Gi”. Ainda de acordo com informações, o assassino era muito ciumento.


Armado com uma pistola cal 380, o homem executou a vítima na frente da casa onde ela morava com a mãe. A mulher sofreu pelo menos sete tiros que atingiram-lhe as pernas, braços e tórax. Não resistindo aos ferimentos morreu no local. Logo após cometer o crime, “Nego” atirou contra a própria boca cometendo suicídio. Segundo testemunhas a vítima teria chegado em casa no seu carro, uma picape S-10 de cor preta e placa KGP-4591, quando foi surpreendida pelo seu namorado que estava em uma moto Honda FAN-150 de cor preta e placa PEI-1991, e atirou varias vezes contra Giselle. A motocicleta que o assassino usava também era da mulher que acabou perdendo a vida nessa tragédia.

Moradores afirmaram que escutaram uma sequencia de tiros, onde após aproximadamente seis segundos escutaram outro disparo, f oi o que Luiz tirou a própria vida. A Polícia Militar foi acionada e esteve no local onde foi feito o isolamento até a chagada da Polícia Civil que através do Delegado Regional Sergio Moura, foi feito o levantamento cadavérico e a Polícia identificou duas perfurações causadas por disparos de arma de fogo no carro em que a vítima estava, o que significa que o atirador fez a investida quando a vítima ainda estava saindo do carro.

Os corpos foram encaminhados para o IML de Caruaru. Os Policiais não souberam informar o endereço do rapaz autor desta tragédia, mas sabe-se que, ele é de Toritama. “Gi” deixou um filho de apenas quatro anos de idade. A população ficou revoltada com a situação, haja vista que, Geselle era uma pessoa muito batalhadora e sempre viajava para o Paraguai para comercializar roupas. (Do Agreste Notícias) e Tv Web Sertão

Nenhum comentário: