segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

“Estamos agindo de maneira preventiva”, disse a promotora Ana Clézia

Com o aumento no registro de crimes ligados a adolescentes no município, de relatos de consumo livre e abusivo de álcool e outras drogas e de exploração sexual de menores de 18 anos, em sua maioria registrados à noite, a promotora de Justiça de Afogados da Ingazeira Ana Clézia Ferreira Nunes, responsável pela promotoria da Infância e Juventude, emitiu uma recomendação alertando pais e responsáveis a não permitirem que crianças e adolescentes saiam de casa desacompanhados no período noturno. O documento também orienta a proibirem que os de menoridade estejam em locais públicos a partir das 23h, ou seja, precisam estar acompanhadas dos pais ou responsáveis.
Para a promotora, o que a motivou a levar a essa recomendação, foi a percepção do grande número de atos infracionais praticados por adolescentes que estão em tramitação na 2ª Vara da Infância e Juventude de Afogados da Ingazeira, que envolve adolescentes jovens, sendo meninos e meninas na casa dos 12, 13 e 14 anos.
“Um adolescente que anda pelas ruas, seja no carnaval ou em qualquer outra festa nesta situação de risco desacompanhado, os pais estão sendo negligentes”, disse a promotora.
Ainda segundo a Dra. Ana Clézia, a fiscalização para quem vender ou entregar bebida alcoólica a menores vai ser intensificada tão de um jeito que será pedido a Polícia Civil que investigue quem vendeu ou cedeu a bebida ao menor.
A promotora esteve no Debate das Dez na Rádio Pajeú, juntamente com membros do Conselho Tutelar, CREAS e CRAS falando sobre a recomendação.
 Afogados On Line

Nenhum comentário: